Vôlei Ribeirão faz o dever de casa e decide classificação no sábado

O Vôlei Ribeirão enfrentou na última quinta-feira (12) o maior desafio de sua curta história e venceu a equipe da APAN/Blumenau-SC, em uma Cava do Bosque lotada, no segundo jogo das semifinais da Superliga B. O placar foi de 3 sets a 1 para o Cavalo Ace. Desde antes do começo do jogo, o ginásio já estava em clima de decisão, com a torcida criando um verdadeiro “caldeirão” e fazendo uma enorme festa na apresentação dos jogadores de Ribeirão.
O primeiro set começou com grande equilíbrio, as equipes disputando ponto a ponto até a metade, quando Gabriel foi para o saque por Ribeirão. Considerado um dos principais jogadores do Brasil no fundamento, o camisa 11 conseguiu uma grande sequência, com aces e dificultando a recepção do adversário, ajudando a equipe a abrir seis pontos de vantagem. Somado a isso, o bloqueio de Ribeirão funcionou bem no set e o Cavalo acabou vencendo por 25/22.
O segundo set foi, de certa forma, próximo da perfeição para a equipe de Ribeirão. Com atuação sólida e dominante durante toda a disputa e com boas sequências de saque de Gabriel e Giovanni, a equipe abriu larga vantagem logo no começo do set. Enquanto isso, a equipe catarinense cometia vários erros, o que facilitou o trabalho do Cavalo Ace. No final do set, Ribeirão venceu por 25×15.
A vitória tranquila deu confiança ao time de Ribeirão, talvez até demais. No terceiro set, a história foi bem diferente dos anteriores. A equipe de Blumenau começou a encontrar seu melhor jogo, encontrando o tempo de bola de Ribeirão, e dificultou muito os ataques ribeirão-pretanos, com um forte bloqueio e excelência na recepção. O saque também foi primordial, com uma boa sequência do camisa 9, Lucas, que dificultou e muito a recepção do time de Marcos Pacheco.
“Desde quando começamos a montagem do time, nós sabíamos que nossa equipe tinha um potencial de saque muito grande. Os saques forçados fazem uma diferença  muito grande. No terceiro set o nosso saque não foi tão efetivo, em contrapartida nos outros sets, foi o nosso diferencial”, disse Marcos Pacheco.
Do outro lado, Ribeirão começou a cometer muitos erros, principalmente na recepção e nos saques, nos quais até mesmo Gabriel e Giovanni, especialistas no fundamento, cometeram diversos erros. Pacheco fez o que pôde, colocou o talismã Willian no lugar de João Paulo, a fim de melhorar a recepção e dar mais velocidade ao ataque, porém a mudança não surtiu efeito. No fim do set, com erro de recepção do camisa 7, Blumenau fechou por 25×23.
Os jogadores foram para o intervalo visivelmente nervosos, discutindo muito, e coube ao treinador apaziguar os ânimos para o quarto set. O treinador então voltou com João Paulo no lugar de Willian. O set derradeiro do jogo começou novamente equilibrado, ponto a ponto, até que Giovanni foi para o saque e conseguiu uma enorme sequência, dificultando a recepção de Blumenau e facilitando os bloqueios de Ribeirão, que tiveram como grande pilar o central Brunão e o campeão mundial João Paulo. Gabriel novamente foi destaque, desta vez no ataque. Os catarinenses voltaram a errar muito e justamente num desses erros, uma carregada do levantador, Ribeirão confirmou a vitória no set por 25×14 e o triunfo em casa, para delírio da torcida.
O ponteiro Gabriel terminou com 23 pontos, sendo o principal destaque ofensivo de Ribeirão. “Recebi muita bola alta e procurei fazer o time de Blumenau trabalhar. Quando tive a chance, matei o ponto. Mas não tem nada decidido. Vamos melhorar ainda mais para o jogo de sábado”, comentou.
Para o jogo de sábado, Marcos Pacheco tem a dúvida quanto ao estado físico do central Giovanni, que se machucou durante a partida e jogou até o final “no sacrifício”, mancando ao término do jogo.
O jogo que decide a classificação para a final da Superliga B e consequentemente o acesso para a Superliga 2019, será disputado no sábado (14), novamente na Cava do Bosque, às 17h. Os ingressos serão os mesmos utilizados no jogo 2.Na outra disputa, o Vôlei UM Itapetininga-SP venceu novamente o Botafogo-RJ por 3 sets a 1, em casa, fez 2×0 na série e garantiu as classificações para a final da Superliga B e para a Superliga 2019.
Vôlei Ribeirão bateu Blumenau e está a uma vitória da Superliga (Foto: Murilo Bernardes / WSports)

Leia Mais

W Sports
Espaço Publicitario